CTCAN
CTCAN
PUBLICADO EM:
09/03/2016

1º Simpósio de Câncer de Mama amplia debate sobre a doença

Evento reforça a importância da troca de experiências para promover a adequação das condutas diagnósticas e terapêuticas e para gerar agilidade no encaminhamento de casos de câncer de mama. Mais de 500 profissionais da saúde já confirmaram a participação.

Muitos especialistas e pesquisadores trabalham para encontrar novas formas de combater o câncer de mama que, apesar de tudo, deve registrar no Brasil quase 60 mil novos casos em 2016. No Rio Grande do Sul, a estimativa do Instituto é do Nacional de Câncer (Inca) é de que mais de 5 mil gaúchas recebam o diagnóstico neste ano. Atualmente, a maior parte dos tratamentos para pessoas com essa doença é ainda bastante agressiva, mas ao ser diagnosticado em fases iniciais, as taxas de cura podem chegar a 90%.

Como doença multifatorial, não existe uma única medida preventiva para o câncer de mama e são diversas as técnicas usadas para tratá-la. Nesta perspectiva, médicos e pesquisadores, referências na oncologia do Brasil, vão debater as mais recentes estratégias de prevenção, rastreamento, diagnóstico e tratamento do câncer de mama durante o 1º Simpósio de Câncer de Mama que acontece nos dias 18 e 19 de março, no auditório Biomédico da Faculdade de Medicina da Universidade de Passo Fundo (UPF). Segundo o oncologista clínico do Centro de Tratamento de Câncer (CTCAN), Álvaro Machado, o câncer de mama possui vários subtipos conhecidos e conforme o conhecimento e a tecnologia avançam, novas classificações surgem. “Hoje classificamos o câncer de mama em quatro subtipos de importância terapêutica, porém, sabemos que existem pelo menos 10 subtipos diferentes dependendo da tecnologia que utilizamos para classificação. Por isso, a importância desta troca de experiências para promover a adequação das condutas diagnósticas e terapêuticas e dar agilidade no encaminhamento de casos de câncer de mama”, afirma Machado, que também é o coordenador do Simpósio. Além de médicos oncologistas, mastologistas e radioterapeutas, o evento também é aberto a estudantes e médicos de diferentes especialidades. As inscrições já esgotaram e a expectativa é reunir mais de 500 profissionais da saúde.

O oncologista clínico do CTCAN, Álvaro Machado coordena o 1º Simpósio de Câncer de Mama.

Entre as presenças confirmadas está o Presidente da Sociedade Brasileira de Mastologia, Dr. Ruffo Freitas Jr., que discutirá sobre o ‘Risco e redução de risco para Câncer de Mama’ e o ‘Impacto da atividade física e alimentação após o tratamento do Câncer de Mama’. O especialista apresentará pesquisas que demonstraram o impacto dos hábitos de vida não apenas na qualidade de vida do paciente, mas em suas chances de cura.

O evento também contará com a participação do Oncologista Clínico no Hospital Sírio-Libanês, Professor da Faculdade de Medicina da USP e Chefe do Grupo de Câncer de Mama do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP), Dr. Max Mano. O pesquisador abordará as novidades do tratamento do Câncer de Mama Triplo Negativo, tumor que não expressa receptores hormonais e são HER2 negativos. Este tipo de câncer, que corresponde a 20% dos tumores de mama, é o mais agressivo, com maior chance de recidiva e de metástases. O principal desafio atualmente é produzir medicamento específico para esses tumores, complementando a cirurgia, radioterapia e quimioterapia. Mano também trará as perspectivas da imunoterapia nesses tumores.

Promovido pelo Centro de Tratamento de Câncer – CTCAN, o 1º Simpósio de Câncer de Mama terá também a participação da Patologista Sênior do Laboratório Bacchi (Botucatu/SP), Dra. Sheila Wludarski; da Radioterapeuta do Hospital Moinhos de Vento de Porto Alegre, Dra. Daniela Barletta e da Médica Radiologista dl Santa Casa de Porto Alegre,e da Clínica Kozma, de Passo Fundo, Dra. Fernanda Aesse Kraemer.

Serviço:

Evento: 1º Simpósio de Câncer de Mama

Data: 18 e 19 de março de 2016

Local: Auditório Biomédico da Faculdade de Medicina – Campus II da Universidade de Passo Fundo, Passo Fundo (RS)

Mais informações: (54) 3311-3361 e http://simposio.ctcan.com.br/

Inscrições: esgotadas